Família inteira contaminada pela Covid-19 se recupera em Jacutinga, MG

Um deles, de 82 anos, chegou a ser internado em Campinas (SP) e ficou internado por duas semanas na UTI.

Quatro pessoas da mesma família contaminadas pelo coronavírus em Jacutinga, MG Uma família inteira que foi contaminada pela Covid-19 já está recuperada em Jacutinga (MG).

Pai, mãe, filha e genro se infectaram pela doença.

O pai, de 82 anos, chegou a ser internado em Campinas (SP) e ficou internado por duas semanas na UTI.

O pai, seu Antônio Vilela Sobrinho, tem problemas cardíacos.

Ele vinha de um quadro de pneumonia e dois de seus filhos o levaram para ser internado em um hospital em Campinas.

A filha Denise passou o fim de semana com o pai no hospital e quando voltou, a empresa em que ela trabalha pediu para que ela fizesse o exame da Covid-19, que também deu positivo. Ela acredita que tenha sido a primeira da família ser contaminada, pois ela era quem fazia os trabalhos de casa, como ir ao supermercado.

Não demorou muito e vieram as confirmações do marido e da mãe dela.

Família inteira contaminada pela Covid-19 se recupera em Jacutinga Reprodução EPTV "Pra mim o pior foi no momento em que eu fiquei sabendo que meu pai e minha mãe tinham testado positivo.

Eu me senti culpada, porque eles estavam isolados, a gente tomando todos os cuidados, na hora que fiquei sabendo que o deles deu positivo, eu me apavorei", disse a filha, Denise Vilela Vieira. A mãe da Denise, Dona Lázara, tem 80 anos e contou que sofreu muito com a doença.

Ela diz que pensou que fosse morrer, pois sentia muita dor e falta de ar.

Mas a maior preocupação era com o marido, que estava internado em Campinas.

Ela não queria que ele ficasse preocupado e ninguém contou que eles também estavam contaminados.

Para acalmar o coração, eles conversavam praticamente todos os dias por vídeo-chamada, o que eles acreditam, tenha ajudado no tratamento.

"Eu ficava deitada, enrolada no cobertor, não tinha vontade de nada.

Ele não sabia que eu estava, ele já estava sofrendo lá [no hospital], a gente é muito unido, ia piorar a situação dela.

Os médicos todos os dias deixavam eles mandarem o vídeo, então ele brincava, mostrava o prato de comida que eu comia, o que ele comia, então foi só alegria", disse a aposentada Lázara Tecla de Mendonça Vilela. Mesmo internado, no Dia dos Namorados, Antônio não deixou de presentear a Dona Lázara e pediu para que os filhos comprassem uma orquídea para a esposa.

No próximo dia 12, o casal completa Bodas de Diamante, 60 anos de casados. Dona Lázara pede mais empatia neste momento de pandemia, para que o novo coronavírus seja superado.

"O planeta está dando um tapa com 'luva de pelica' para acordar o povo para ver o outro lado, para ter empatia.

Então, acho que a gente tem que ser mais humano, ajudar mais quem está precisando.

Se não acontecer isso, eu acho que vai piorar”, pediu a aposentada.

Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas
Categoria:MG - Sul de Minas